Capitulo 2:

MEU PRIMEIROS AMIGOS.

…continuação.
Acordei mais cedo no meu segundo dia de aula, para me despedir do meu irmão, não queria que ele fosse embora. Arrumo-me e vou tomar café ele me da carona para escola eu dou um abraço bem forte nele e entro na escola, estranhei bastante quando cheguei, pois os veteranos não estavam fazendo nenhuma brincadeira sem graça com os novatos, mas na verdade eu acho que eles estavam aprontando alguma.
Minha primeira aula hoje é artes e eu não gosto nem um pouco, quando entro na sala vejo o menino do ônibus fazendo palhaçada, de verdade eu não vi graça nenhuma á única coisa que eu vi foi um menino idiota querendo se aparecer.
O professor entra na sala e todos sentam em seus lugares e fica quietos o senhor Davis tem uma cara de bravo e tanto, mas acho que deve ser uma boa pessoa. O sinal do intervalo bate vou para o refeitório me sento para acabar o resumo do livro quando o garoto do ônibus me chama e fala:
-Sempre deixando as coisas caírem ne.
Eu:
-Oque eu derrubei dessa vez?
Ele:
-Essa foto.
Era uma foto minha com meu irmão mais velho, eu ando com ela para todo lugar se eu a perdesse ia chorar muito. Eu:
-Nossa muito obrigada se eu perdesse essa foto eu seria muito infeliz.
Ele:
-É seu namorado?
Eu:
-Que, tá maluco é meu irmão.
Ele:
-Ah, senti sua falta sua hoje no ônibus.
Eu:
-Hm… Tchau.
Quando ele gritou:
-Até o ônibus.
Eu virei para frente dei um sorriso e continuei andando, agora era a aula de leitura e tinha que entregar o resumo. Fui a primeira a chegar á sala e o professor já estava lá eu entreguei o meu resumo e ele começou a ler enquanto os outros alunos chegavam. No final da aula fui a ultima a sair da sala e ele me chamou.
Professor:
-Você devia participar mais das aulas.
Eu:
-Hm?
Professor:
-Seu resumo ficou ótimo.
Eu:
-Muito obrigado.
E saí da sala, e fui pegar o ônibus, e ainda estava tudo muito quieto. Quando cheguei ao ponto de ônibus o menino que senta ao meu lado do ônibus me puxou com tudo. Quando falei:
-Se tá maluco, não é porque a gente conversou um pouco você pode ficar me puxando assim.
Ele:
-Deve ser por isso que você não tem amigos, você é muito ignorante.
Eu:
-E quem disse que eu não tenho amigos?
Ele:
-Seu caderno. Eu te salvo de levar ovadas e você me agradece assim.
Eu:
-Do que você tá falando?
Ele:
-Espere e olhe.
Ele estava certo se eu ficasse lá só iria levar ovada, como tinha imaginado os veteranos estavam aprontando jogando ovos nos calouros.
Eu:
-Por que eles fazem isso? Só torna-os mais idiotas.
Ele:
-Não sei talvez por que faziam isso com eles.
Eu:
– E com você não fazia?
Ele:
-Eu sempre escapava. Então não tenho nenhum ressentimento.
O ônibus chegou e nos entramos sentamos no mesmo lugar. Quando me perguntou:
– Por que você não tem amigos.
Eu:
-Acho que você já sabe muito sobre mim.
Ele:
-Se só pode tá de brincadeira, eu não sei nem seu nome. Aliais qual é?
Eu:
-Amy. E o seu?
Ele:
-Mike. Não vai me responder, você é uma pessoa de poucas palavras.
Eu:
-Não sei por que não tenho amigos talvez porque não puxo conversa com ninguém, ou talvez ninguém queira ser meu amigo mesmo.

Ele:
-Fico com a primeira alternativa.
Eu:
-Então você curte Guns?
Ele:
-Se tá brincando eu adoro é minha banda favorita.
Eu:
– A minha também. Curte mais alguma banda?
Ele:
-Curto.
Eu:
-Hm.
Chega meu ponto peço licença para passar, quando ele me chama.
-Ei, Amy.
Eu:
-Oque?
Ele:
-Sabe hoje vai ter uma festa lá em casa só vai meus amigos e minhas amigas e eles não besta como aqueles caras da escola, se você quiser ir aqui está o endereço.
Fiquei pensando. Numa festa claro que eu quero ir nunca fui a nenhuma a não ser de família, quando o respondi:
-Vou pensar no seu caso.
E fui embora.
E novamente escrevo sobre oque está acontecendo na minha vida.
“Caro amigo.
Finalmente minha está ficando legal para ser dita ou escrita, eu acho que tenho um amigo e ele é tão legal, me salvo hoje duas vezes, primeiro achou minha foto com meu irmão aquela foto que eu levo para todo lugar e me salvo de levar ovada dos veteranos e por fim me convidou para ir a uma festa, eu nunca fui a uma festa a não ser de família disse que eu iria conhecer os amigos e amigas dele e acho que vou ir.”
-Mãe posso ir a uma festa hoje?
Mãe:
-Festa, que festa isso que dizer que você tem amigos ai que felicidade você tem amigos. Claro que pode ir.
Me arrumo e vou estava um som legal comecei a conversa com umas meninas elas eram bem simpática, tinha uma bem louca e engraçada e tinha outro garoto também o nome deles eram, Alice , Jack e Katy  e a Melany a namorado do Mike e tinha outras pessoas que não conversei, a festa para mim foi perfeita aliais era minha primeira festa eu acho que a parti de hoje não vou senta mais sozinha no intervalo.

continua…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s